domingo, 29 de junho de 2014

SENTI-ME ESTRANHA...

Magda Farias

Uma sensação de nunca ter estado ali,
tive essa sensação quando sua voz
dizia com uma força que eu desconhecia,
dizia; esqueça-me...

Podia ouvir antes de chegar em sua boca,
sua boca que salivava com palavras
escondidas...

Uma sensação arrebatadora que veio com
tanta velocidade que fiquei até tonta, pois
minhas pernas não se equilibrava parecia
que o chão sumia em meu pés,

Mais foi assim! simples como um não querer mais,
Com essa sensação que eu desconhecia, senti-me
uma estranha, intrusa e invasora de sentimentos.

uma pessoa que não equilibra suas próprias pernas,
Em um circo onde à equilibrista perde à platéia
e com sua cara pintada diz que é  o final
do espetáculo.


Postar um comentário