sábado, 31 de maio de 2014

MINHA VIDA VIROU UMA NOVELA!

Magda Farias

Capítulos de Drama,Comédia,Suspense
E ação... minha vida virou uma novela!
E ainda fico pensando na net...


VIVENDO DA ARTE

Magda Farias

Algumas pessoas que viviam da arte,morreram duas vezes;
Para que pudessem serem reconhecidos...


VERMELHO

Magda Farias

VERMELHO

Vermelho à cor da vida,
Vermelho à cor da emoção,
Cor da paixão e sedução,
Vermelho que vive,
No batom...
Lábios que brilham...
Provoca à sedução...
Que o beijo seja ardente,
Como é o vermelho...
À cor do pecado e dos
Apaixonados...
Que seja vermelho então...



sexta-feira, 30 de maio de 2014

LEMBRO DE VOCÊ

Magda Farias

Lembro da terra molhada,
Do cheiro do cigarro,
Da neblina em minha face,

Lembro daquela noite,
Lembro de cada detalhe,
Lembro do seu sorriso sem
Graça... da sua voz engasgada.

Como lembro! de cada detalhe,
Lembro do seu coração aflito,
do meu coração descompassado...

Lembro do seu cheiro,
do seu travesseiro,
do seu corpo ao encontro do meu...

Lembro do seu terraço,
Da fumaça do seu cigarro,
Do seu rosto sereno,
Do seu jeito de dormir...

Lembro do seu abraço,
Lembro do seu beijo ardente,
de paixão...
Lembro da sua vontade...

Lembro de cada detalhe!
Da sua inquietação ao dormir,
Do seu abraço à procura de
Mim...

Lembro do amanhecer,
Com ar sereno e feliz,
De ter estado aqui!
Lembro do seu beijo e abraço,
Lembro do seu terraço e cigarro,
Meu amor...





domingo, 25 de maio de 2014

QUANDO TE PROCURO

Magda Farias
                                                        
Procuro você nas minhas lembranças,
Em meus sonhos e meus desejos,
Em momentos que estou só.

Nos momentos que estou na multidão,
Procuro você; nos meus retratos nas
Datas festivas em minha caminhada...

Estou sempre à sua procura, sigo você
Todos os dias nos meus pensamentos.
Na minha vontade, sinto à sua falta...

Procuro você em um olhar, em um caminhar,
Em um aperto de mão, e continuo à procurar!
No meu dia à dia.

Procuro todos os dias do ano, dias de verão,
E inverno em um jardim florido,
Junto aos pássaros.

Caminho na areia da praia à sua procura.
E você só está no meu pensamento, não sai da
Minha cabeça.
Mais até quando irei procurar! por você...


quinta-feira, 22 de maio de 2014

HOMOFOBIA

Magda Farias

Gostaria de não escrever,
Escrever essas linhas,
Mais é preciso! Vivemos...

Em uma sociedade, onde
O preconceito, vive... e sobre-vive
Pode ser no Sertão, no Litoral,
Na favela, na cidade grande...

Não têm diferenças, em tempos modernos
Ele resiste, ao tempo que em tempos
Se ver ainda nas ruas, nas praças, nos bares,
Em qualquer lugar!

À discriminação, com os Homossexuais tão
Igual ainda no tempo da minha avô; o tempo
Muda mais o preconceito está ai!
Na cara, nas ruas...

Em tempos ele persiste e resiste...
Homofobia, de que Fabio virou Bia,
Que muitos não entendem o seu viver...
O seu querer...

E que Bia virou Fabio, e os Homofóbicos
Se esquecem que em sua Família,
Ainda poderão ter um Fabio ou uma Bia diferente
Do que queriam...


Obs: Digo que Fabio e Bia, não têm relação com
qualquer indivíduo,apenas; uma forma de versejar
e interagir com o texto descrito, bjs...



sexta-feira, 16 de maio de 2014

SABEDORIA DE POUCOS...


Magda Farias


Viver à vida, amando a vida...
Sabedoria de poucos,
Dance sempre! pois a vida
É uma grande dança...




À MÚSICA

Magda Farias

"À música é uma arte que é uma magia que nos encanta todos
os dias..."

quinta-feira, 15 de maio de 2014

MOMENTOS...

Magda Farias

"Têm momentos na vida que temos que decidir
Entre ficar ou ir..."


ESSA JORNADA

Magda Farias

Poetrix

Difícil essa jornada,
Nessa caminhada de
Dúvidas e incertezas...




quarta-feira, 14 de maio de 2014

CAPACIDADE

Magda Farias

Frases

"Só sabemos da nossa capacidade quando tentamos..."



COLO DE MÃE

Magda Farias

Seria bom se todos filhos,
Pudesse um dia sentir o colo de mãe
Todos esse filhos,filhos que à vida
Não trouxe à mesma sorte,filhos que não
Foram desejados e nem tão pouco amados...

Em tempos: jogados em lixeiras,deixados
Ainda em maternidades,doados à orfanatos
Filhos sem mães,mães que não souberam
Amar ou talvez não puderam amar e dar
Seu colo.

Lembro! quê ainda criança, deitava minha
Cabeça em colo de mãe e ali ficava horas
Recebendo seu afago era tanto amor...

Lembro!quê já na adolescência,
Vinha como não queria nada, mais nada era pouco
Diante de tudo que queria, seu colo!

Deitava e espera o seu carinho o seu conforto...
Meus pensamentos, ferviam... mais sua mão os acalmavam.
Era pequenos gestos, mais de um imenso amor...

Amor que só mãe, pode dar... nos momentos mais
Difíceis, pena que muitos filhos não tiveram esse
Colo de mãe.



NAUFRAGAR...

Magda Farias

Quando não existe total doação em uma relação
à tendência é naufragar...



terça-feira, 13 de maio de 2014

MUNDO DOS PASSOS

MAGDA FARIAS

POETRIX

DANÇARINO PERDEU-SE NO MUNDO
DOS PASSOS, PROCURO-TE!
NÃO QUERES VOLTAR MAIS...


sábado, 10 de maio de 2014

VOCÊ VEIO

Magda Farias

Sentindo sua falta...
Do seu sorriso meio sem graça,
De seus passos meio apressados,
Do seu olhar meio astuto
Como de uma águia.

Sinto sua falta...
Da sua voz rouca,
Do seu olhar à procura do meu,
Da sua procura por mim.

Sinto você presente! mesmo ausente,
Te sinto! por tudo isso...
Você sempre vem quando menos espero
Ou quando já te espero.

E já chega à minha procura,segue-me
com seu olhar, Meio assim... de águia,
Já sabe onde estou, e vem... e vem...
Até à mim.

Rio,28/01/2014.



O CIRCO

Magda Farias

Encontrei o equilibrista
Ele equilibrava-se e eu
Olhava assustada! mais
Ele alegrava-me...

Encontrei o mágico
Ele escondia e eu
Procurava, mais ele
Alegrava-me...

Encontrei o Domador
Ele domava aqueles
Animais e eu assustava-me...

Da cobra o leão e o Elefante
E eu ficava fascinada
E ele alegrava-me...

O Circo foi anunciado na cidade
E para à alegria da criançada,
Que esperava pelo palhaço fazer
Aquela palhaçada...e alegrar à mim
E a criançada.

Rio,09/05/2014.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

ALMA GÊMEA

Magda Farias

poetrix

Vem! aquece-me em seus
braços, abrace-me e não
fujas mais...

Loucamente te espero
Meu par, minha alma
Que seja gêmea.

Rio,07/05/2014.



sexta-feira, 2 de maio de 2014

PERDER-ME


NÃO POSSO


RISQUEI DE GIZ

Magda Farias

Procurei apagar várias lembranças
De nossas vidas mais como em uma
Memória secreta, onde os segredos
Não são revelados...

Escondi vários momentos,
Escondi às noites mal dormidas,
Escondi quando te esperava,
Escondi quando te chamava...

Em um quadro escrevi tantos
Recados foram tantos giz gastado
Mais com apagador vinha e apagava...

Apagava nossos dias felizes,
Apagava nossos sonhos,
Apagava nossa memória,
E com giz eu riscava...

Riscava o seu nome do quadro
E em um memória secreta
Guardei apenas aqueles dias
Que fui mais feliz...

Rio,02/05/2014.