domingo, 23 de março de 2014

DANÇA DAS ROSAS

Magda Farias

Ao anoitecer!estavam dançando,
de todas às cores pude vê-las,
às rosas faziam sua dança...

Rio,18/02/2014.

CHEIRO DE CAFÉ


Magda Farias

Senti cheiro de café,
Pela manhã esse cheiro,
Se fez presente! cada vez
mais forte...

Ainda sonolenta, Perguntei-me?
como posso sentir esse cheiro...
cada vez mais forte e  mais presente,
levantei-me! não tinha café.

E o cheiro já suave! já não sentia,
Lembrei-me que era você que o fazia,
por um instante senti você aqui comigo
Mais foi apenas um recordar...

Rio,09/03/2014.


sábado, 22 de março de 2014

ÀS CORES

Magda Farias

Poetrix

Um. Arco-íris Brilha não Céu! Opaco para enchimento
Se FAÇA Presente em Nossas Vidas ...
"Cores" Símbolo da alegria ...

Rio, 22/03/2014

Fonte de Imagem:
Charles Fernandez Sonu

CARLOS E SUA MÁQUINA


Magda Farias

Quando imagino um menino
 na pacata cidade mineira,
"Itabira" correndo pelas ruas...

Quando imagino um adolescente,
Atrás de sua máquina de escrever
Escrevendo lindas poesias...

E mais tarde já adulto,
encantando com suas escritas
em livros e inspirando muitos
adolescentes à ler e escrever.

Ele não era um simples Carlos!
Ele ficaria na História,
Com suas obras inspirando jovens
Em um tempo que não foi nada fácil...

Eu imagino que foi orgulho para sua
Família um menino que veio de uma cidade
Pequena e tornou-se grande homem.

Em nossa história deve ser sempre lembrado
E nunca jamais será esquecido...
Meu Mestre, meu inspirador...

Com sua mente brilhante ele escrevia
Atrás de sua máquina de escrever.
Ele não foi um simples Carlos!

Fica em minha lembrança um homem que veio
Para transformar nossas vidas mais doce...
Saudações ao mestre!
Carlos Drummond de Andrade.
















sábado, 15 de março de 2014

EU E A NOITE...

Magda Farias

Como uma andarilha,
é assim o coração, bate
e bate, pulsa e pulsa...

Na escuridão da noite,
vejo apenas luzes piscando,
sigo e sigo à diante, meus
passos apressados...

Onde chegar,chegar à lugar
nenhum! e à lua, de olhos
abertos, à seguir-me passo
à passo, sigo na escuridão...

Mais à noite é sombria,
mais têm seus mistérios,
seus encantos... e eu que
amo tudo isso, e deleito-me...

Nessa escuridão, nessa imensidão
de luar de céu estrelado,como uma
andarilha, sigo e sigo noite à dentro...

Como gosto de estar com á noite
e saber que logo já vem um novo
dia...e te-la como uma companheira,
conhecer seus mistérios, e suspirar...

Rio,15/03/2014.